O açúcar é uma substância agradável ao paladar mas um pouco menos agradável ao fato de, a longo prazo, quando consumido em excesso, sobretudo o refinado, os danos que causa ao organismo. Você consegue reconhecer os sinais de um vício em açúcar?

Quantidades elevadas de açúcar podem causar problemas ao nosso corpo, fazer com que ganhemos peso e levem à cárie dentária ou insônia.

Existem muitos alimentos com açúcar escondido (mesmo os salgados) que corremos o risco de comer todos os dias, aumentando a ingestão dessa substância sem saber.

Mas quais são os sintomas que podem nos fazer entender que estamos cheios de açúcar e que agora estamos viciados nele? Aqui estão 10 sinais que não devem ser subestimados.

Problemas que sentimos na pele

A acne pode ser um sintoma importante de excesso de açúcar na dieta pois pode contribuir para um desequilíbrio dos hormônios femininos e consequentemente causar o aparecimento de acne.

O açúcar, com seu poder inflamatório, também pode causar danos a longo prazo à pele, levando ao aparecimento de rugas e envelhecimento precoce.

Aumento de cárie

Os dentistas e os pais sempre alertam as crianças pequenas que comer muitos doces faz mal aos dentes. E isso é uma verdade.

 

As bactérias presentes na boca se alimentam de açúcares, criam ácidos nocivos e destroem o esmalte dos dentes. Nas cavidades que se formam, então, pode ir gerar uma infecção bacteriana com o conseqüente aparecimento de cáries.

Desejo constante de açúcar

O vício em açúcar cria desejos constantes por doces. O corpo reage a essa substância como uma droga e quer cada vez mais.

Na verdade, foi demonstrado que os alimentos ricos em açúcar ativam o chamado sistema de recompensa no cérebro, liberando dopamina, semelhante à liberada por algumas drogas. Freqüentemente, nem percebemos que estamos nessa situação.

Energia baixa

Se no início a ingestão de açúcar nos dá uma sensação de carga, logo em seguida essa substância tem como consequência descarregar nosso corpo de suas energias.

 

A glicose é de fato essencial para a produção de energia em todo o corpo, mas é importante manter os níveis equilibrados. Ao comer açúcares refinados, por outro lado, experimentamos os chamados picos e consequentes colapsos que nos fazem sentir decididamente cansados e exaustos.

Flatulência

Seria sobretudo a frutose, segundo os especialistas, a levar ao aparecimento de flatulência e inchaço, pois é um açúcar que o nosso organismo não absorve facilmente. Bactérias e leveduras em nossos intestinos produzem gases quando o alimento não é digerido no cólon e, portanto, fermenta.

Mudança na percepção do sabor doce

As papilas gustativas, se excessivamente estressadas pelo sabor doce, adaptam-se à alta porcentagem de açúcares que o corpo está consumindo e aos poucos vão exigindo cada vez mais para se satisfazer.

A conseqüência é que, um determinado alimento ou bebida que antes parecia doce, depois de algum tempo, se você continuar a consumi-lo, talvez mais açúcar seja adicionado para obter mais sabor.

Queda na libido

Os níveis elevados de açúcar no sangue bloqueiam um gene responsável pela produção de hormônios sexuais, causando uma queda na libido. Homens que consomem muito açúcar também podem começar a sofrer de disfunção erétil.

 

Entre outras coisas, verificou-se que entre 50 e 75% dos homens que sofrem de diabetes também sofrem de problemas de ereção, uma percentagem 3 vezes superior à dos homens saudáveis.

Sistema imunológico fraco

O excesso de açúcar enfraquece as células do sistema imunológico. Portanto, comer muitos doces nos expõe a um risco maior de sermos vítimas de vírus e bactérias.

Uma grande porcentagem das defesas do nosso corpo se encontra de fato no intestino, mas, se seguirmos uma dieta rica em açúcar, alimentaremos as bactérias e leveduras erradas que afetam negativamente as defesas do nosso corpo.

Ganho de peso

O ganho de peso é um dos sinais mais óbvios de que você precisa mudar para uma dieta mais saudável. Quando nosso corpo tem que lidar com muito açúcar, ele é programado para mantê-lo e armazená-lo de modo que possa ser transformado em energia quando for necessário.

 

Portanto, o açúcar é depositado na forma de gordura em áreas como a do estômago, onde, entre outras coisas, o acúmulo de lipídios o coloca em maior risco de aparecimento de certas doenças.

Insônia

Problemas de sono também podem indicar a necessidade de reduzir o consumo de açúcar. Se você comer doces antes de dormir, será mais difícil adormecer porque o pico de substâncias no sangue não favorece um bom descanso.

Como desintoxicar o corpo do açúcar

Não apenas um dos sintomas listados acima é suficiente para dizer que você é realmente viciado em açúcar, mas certamente a presença de muitos deles deve ser avaliada neste sentido.

Se for necessário desintoxicar dos açúcares, é bom fazê-lo completamente por um período de pelo menos 21 dias, o tempo necessário para o corpo se desfazer e se recuperar.

 

Durante o período de desintoxicação, evite alimentos embalados e processados, tanto quanto possível, optando por alimentos integrais e naturais, como frutas e vegetais. Acima de tudo, você deve aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras que ajudam a manter constantes os níveis de glicose no sangue.

Traduzido e Adaptado de GreenMe

Imagem de Capa: Matheus Ferrero no Unsplash

OUTRAS LEITURAS



Márcia Lourenço
Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito aqui é orientá-los nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Sintam-se bem comendo bem! 🍏

COMENTÁRIOS