Quem nunca esteve à mesa para comer e uma mosca ou outra deu “aquela sentadinha” na sua comida? Você a expulsou e a vida seguiu normalmente.

A verdade é que dependendo de onde você estiver no mundo, o risco de contaminação pode aumentar significativamente.

As moscas de áreas urbanas são, surpreendentemente, consideradas menos nocivas do que as que vivem no campo. Há também maiores riscos em regiões mais pobres ou em desenvolvimento.

 

Mas o que acontece quando uma mosca pousa em sua comida?

Ao pousar em sua comida, a mosca não está descansando do voo, é mais terrível do que você poderia imaginar.

Se uma a mosca está em um local sanitariamente precário, com lixos ou esgoto expostos por exemplo, ela pode espalhar doenças de pouso em pouso. Bactérias, vírus e outros germes grudam no corpo e no minúsculos pelos presente nas pernas da mosca e quando ela voa e pousa em outro lugar – como sua comida – deixa alguns desses “caronas” para trás.

 

Sempre que uma mosca pousa em uma nova superfície, ela imediatamente começa a procurar por comida. Se ela sentir que o que encontrou é algo aparentemente delicioso, então inicia o que é um dos métodos de alimentação mais nojentos de qualquer animal na Terra.

Como as moscas não podem mastigar, elas precisam encontrar uma maneira de liquidificar seu alimento antes de começar a digeri-lo.

Para isso, elas vomitam uma mistura complexa de enzimas e saliva que ajuda a decompor o alimento. Quando se torna líquido, a mosca então o engole de volta.

Mas essa não é a pior parte. O vômito está cheio de germes de sua última refeição. E os patógenos dentro da mosca vivem mais do que os que estão em suas patas, o que significa que há uma chance maior de as bactérias e vírus permanecerem vivos. Esses germes se misturam com o vômito e permanecem na boca da mosca até a próxima vez que ela for comer.

 

Pensando na probabilidade de ela ter acabado de sair do cocô do seu cachorro, se você vez avistar uma mosca suspeitamente parada no meio do seu sanduíche, há uma boa chance de que seja isso o que ela esteja fazendo. Com toda a honestidade, é quase impossível que não tenhamos todos comido algo que foi vomitado pelo menos uma vez.

Para evitar moscas em casa, tire o lixo fora com frequência, mantenha os alimentos expostos sempre protegidos, coloque telas protetoras nas janelas caso você more em uma região com muitas moscas, use ventiladores para afastá-los e se for necessário, recorra a inseticidas – longe da comida, é claro.

De qualquer forma, antes de começar jogar toda a sua comida no lixo, saiba que nem toda mosca carrega vários ou algum germe. Apenas uma mosca não é uma garantia de que você ficará doente por causa disso.

Depende de quantos germes a mosca carregou, por quanto tempo ela permaneceu em sua comida e quão forte é seu sistema imunológico Por isso, quanto mais limpa for sua cozinha, menor a chance de a mosca pegar alguma coisa contaminada antes de mastigar sua refeição.

 

Como com qualquer coisa, cada caso é preciso usar do bom senso.

Imagem de Capa: Canva

OUTRAS LEITURAS



Márcia Lourenço
Por Márcia Lourenço. Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito principal da Ideias Nutritivas é trazer novidades e curiosidades sobre nutrição orientando-os nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Além disso, estou aqui para incentivar pensamentos e atitudes positivas, com conteúdos inspiradores e histórias motivadoras que nutram os seus sentidos! ?

COMENTÁRIOS