Ao nascer, o aleitamente materno, de preferência exclusivo, deve ser a fonte de alimentação dos bebês, que segundo a Organização Mundial da Saúde, é recomendado até os 6 meses de idade.

A partir disso, as crianças podem se alimentar de uma combinação de alimentos sólidos e variados, e muitas das mães, continuam amamentando seus filhos até 1 ou 2 anos, o que pode variar de acordo com a possibilidade, orientação ou até mesmo disposição.

Recentemente uma mulher foi criticada nas redes sociais ao revelar que continua a amamentar os seus dois filhos, Mylo de 5 e Riley de 6 anos.

A inglesa Sheryl Wynne, de 39 anos, afirma que cimentou um “vínculo para a vida” entre eles, de acordo com publicação no Liverpool Echo.

Apesar de ser criticada negativamente por amigos e familiares, Sheryl está convencida de que continuar amamentando é criar um vínculo e uma forte ligação entre ela e seus filhos.

“Penso o tempo todo em quando vou parar. Nunca pareceu certo acabar com isso desnecessariamente. É o que eles estão me pedindo e é biologicamente normal, mesmo que não seja na sociedade”, explicou a mulher, que também é professora de hipnoparto e doula.

Embora planejasse parar de amamentar o mais velho quando ele tinha três anos, ela decidiu que eles também podem escolher continuar ou não – e Riley disse que não vai parar até os 10 anos.

As duas crianças são amamentadas por Sheryl antes de irem a escola, antes de dormir e durante a noite.

“Tive muita sorte de não ter recebido comentários negativos de estranhos, mas familiares e pessoas que conheço me disseram que eu deveria parar. Eles questionam se a maneira como meus filhos se comportam tem algo a ver com eles serem amamentados”, acrescentou.

Sheryl conta que seus filhos também sabem que esse hábito pode ser desaprovado por outras pessoas, mas eles não se incomodam em fazê-lo e ela permite. “É sobre conforto. Se eles estão doentes, é onde eles querem estar para ajudá-los a se acalmarem”, explicou a mãe.

Apesar da polêmica que gerou nas redes sociais, Sheryl fala que seguirá os instintos de mãe e continuará a alimentá-los dessa maneira por mais alguns anos.

“Sinto que nunca tomei a decisão de amamentar. É o que eu sempre imaginei fazer e parecia bastante natural.”

Imagem de Capa: Instagram

OUTRAS LEITURAS






Por Márcia Lourenço. Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito principal da Ideias Nutritivas é trazer novidades e curiosidades sobre nutrição orientando-os nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Além disso, estou aqui para incentivar pensamentos e atitudes positivas, com conteúdos inspiradores e histórias motivadoras que nutram os seus sentidos! ?