Devido à alta contaminação do novo coronavírus, a busca por materiais de proteção individual (EPI) e álcool gel tem esgotado os estoques de todos os estabelecimentos comerciais, esgotando inclusive de alguns hospitais.

Não conseguindo encontrar máscaras de proteção nem para sua avó que pertence ao grupo de risco, a bióloga, engenheira civil e professora Renatha Costa, muito envolvida e preocupada com a população idosa de Santa Quitéria do Estado do Maranhão no Brasil, teve a ideia de produzí-las em casa.

Com a ajuda de sua avó que é costureira, a Dona Bernarda Costa de 87 anos, começaram a confecionar máscaras e distribuir gratuitamente para todas as pessoas vulneráveis de seu bairro para se protegerem da possível contaminação. Renatha teve a iniciativa de fazer as máscaras utilizando TNT (tecido não tecido), que é um material muito barato e elásticos.

Enquanto ela impermeabiliza, corta e prepara os tecidos, a avó costura. Após confeccionadas, são embaladas em saquinhos individuais, mantendo-as isoladas e seladas, e assim estão prontas para serem distribuídas.

Mesmo com toda a boa vontade que tem, Dona Bernarda não consegue produzir muitas peças devido sua idade avançada, mas continua costurando pelo bem de todos. “Peço que quem puder faça o mesmo, é fácil e prático de fazer”, disse Renatha em sua publicação no Instagram.

E Dona Bernarda ainda manda recadinho para todos:

Imagem de Capa: Reprodução

OUTRAS LEITURAS



Márcia Lourenço
Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito aqui é orientá-los nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Sintam-se bem comendo bem! 🍏

COMENTÁRIOS