Estamos passando por um período muito difícil da nossa vida. A pandemia COVID-19 trouxe incertezas e desafios que nunca imaginamos enfrentrar antes, impactando diretamente na nossa saúde mental.

Com toda essa crise mundial, acabamos por nos sentir confusos, com medo, ou seja, definitivamente estressados.

Com as restrições e quarentenas, fomos obrigados a mudar totalmente nossos hábitos e convivência com familiares e amigos. E muitos de nós também foram impedidos de trabalhar, deixando pessoas desesperadas.

O estresse é neste caso, um inimigo causado por esta situação totalmente inesperada, potencialmente prejudicial à nossa saúde e às pessoas que amamos. E que inicialmente não sabíamos nada a respeito.

“Estamos no meio de uma epidemia para nossa saúde mental agora e acho que a situação só vai piorar”, explica Vivian Pender, da American Psychiatric Association, convencida de que, infelizmente, o pior ainda não acabou. “Há uma enorme dor e luto por todas as pessoas perdidas, as oportunidades perdidas, os sonhos desfeitos”, diz Vivian Pender.

 

Com a incerteza associada ao medo, a ansiedade aumenta gerando níveis altos de tensão. Hoje estamos aprendendo a conviver com as consequências disso, principalmente os que já sofriam de transtornos.

De acordo com a pesquisa realizada pela The Conversation, mais de 50% da população relatou altos níveis de sofrimento nesta pandemia, no qual apresentavam pânico, medo de lugares públicos ou maus hábitos como comer demais, abusar do álcool e usar drogas.

A exposição prolongada a estímulos estressantes pode representar um fator de risco para muitas doenças, inclusive psiquiátricas ou cardiovasculares. Por isso, é importante que as pessoas restaurem uma condição de equilíbrio psicológico e físico.

Temos nossas reações emocionais e, portanto, nosso estado de bem-estar ou desconforto, também dependem de nossa percepção e imaginação. Para aliviar, devemos desviar nossos pensamentos para coisas que nos dão prazer: ler, conversar, praticar exercícios físicos, cozinhar, cuidar de plantas, cuidar de animais de estimação e tudo mais que nos faz sentir bem.

 

É prestar atenção nos próprios sentimentos, evitar jornais e coisas negativas, ser corajoso quando nossos pensamentos tenderem a ir para o lado nocivo.

Isso não significa que devemos nos afastar da realidade ou que devemos subestimar a pandemia e os problemas, mas que sim aprender a lidar com as coisas de forma que nossa saúde mental não seja comprometida.

Você também pode buscar praticar algumas técnicas para relaxar a mente como a atenção plena e práticas de respiração, que podem ajudá-lo a reduzir o estresse e a angústia. Cuide-se sempre!

Fontes: GreenMe

Traduzido e Adaptado por Equipe Ideias Nutritivas

Imagem de Capa por Christo Anestev por Pixabay 

OUTRAS LEITURAS



Márcia Lourenço
Por Márcia Lourenço. Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito principal da Ideias Nutritivas é trazer novidades e curiosidades sobre nutrição orientando-os nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Além disso, estou aqui para incentivar pensamentos e atitudes positivas, com conteúdos inspiradores e histórias motivadoras que nutram os seus sentidos! 🍏

COMENTÁRIOS