Associamos o consumo do chá verde para quem busca ou mantém um estilo de vida mais saudável. E por isso, ele cada vez mais tem se tornado popular por suas propriedades antioxidantes, termogênica e pelos componentes nutricionais que ajudam a prevenir doenças, causando um efeito fortalecedor do organismo.

O chá verde tem seu consumo na China há 4.000 anos – e um de seus componentes pode ser a chave para evitar o câncer, de acordo com uma nova pesquisa.

 

Segundo o estudo, o chá verde possui um composto que ativa um gene chamado p53, que bloqueia o desenvolvimento de tumores.

Conhecido como “Guardião do Genoma” por sua capacidade de reparar danos ao DNA e destruir células cancerosas, o p53 é uma proteína anticâncer natural.

Este novo estudo publicado na Nature Communications mostra que o antioxidante epigalocatequina-galato (EGCG) encontrado nesse chá pode aumentar os níveis do p53 e melhorar sua eficiência.

“Mutações em p53 são encontradas em mais de 50% do câncer humano”, disse o autor do artigo, o professor Chunyu Wang , que a chamou de “indiscutivelmente a proteína mais importante do câncer humano”.

EGCG é um antioxidante natural encontrado em abundância no chá verde.

A equipe da investigação identificou o mecanismo específico – a interação benéfica entre EGCG e p53 – pela primeira vez. “Quando o EGCG se liga ao p53, a proteína não está sendo degradada… então o nível de p53 aumentará com a interação direta.”

 

Quando atua em plena capacidade, o p53 ativa os mecanismos de reparo do DNA e evita que as células com DNA danificado se dividam. Se o dano ao DNA for irreparável, o p53 induz a célula a se auto destruir, ou morte celular programada.

Uma vez que é comumente desativado em cânceres humanos, reativar a proteína poderia fornecer uma maneira poderosa de tratar a doença no futuro, com uma importante função anticancerígena.

As descobertas também mostraram os benefícios do chá verde de reduzir o risco de demência e ataques cardíacos. Um estudo com mais de 100.000 chineses idosos descobriu que aqueles que bebiam pelo menos três xícaras de chá verde por semana tinham 25% menos probabilidade de morrer nos próximos sete anos.

 

“Ao desenvolver uma compreensão dos mecanismos de nível molecular que controlam as principais interações bioquímicas ligadas a doenças devastadoras como o câncer e a doença de Alzheimer, a pesquisa de Chunyu está lançando as bases para novas e bem-sucedidas terapias”, disse Curt Breneman, reitor da Rensselaer School of Ciência.

Imagem de Capa: Racool_studio no Freepik

 

OUTRAS LEITURAS



Márcia Lourenço
Por Márcia Lourenço. Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito principal da Ideias Nutritivas é trazer novidades e curiosidades sobre nutrição orientando-os nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Além disso, estou aqui para incentivar pensamentos e atitudes positivas, com conteúdos inspiradores e histórias motivadoras que nutram os seus sentidos! ?

COMENTÁRIOS