Você gosta de ter o saleiro de mesa sempre à mão para acrescentar mais sal nas suas refeições? Não é sobre colocar sal na salada e batatas fritas, por exemplo, e sim sobre colocar mais uma pitadinha de sal na comida já foi colocada sal antes ou na hora de cozinhar.

Um novo estudo sugeriu que os adultos que costumam adicionar sal extra à comida depois de pronta podem estar prejudicando a sua saúde de um forma bastante significativa.

Segundo os pesquisadores, quem tem o hábito de salgar mais a comida no prato, pode ter um risco maior de morrer precocemente do que aqueles que nunca ou raramente colocam sal na comida que já está pronta, ou seja, adicionar sal a mais pode reduzir sua expectativa de vida, de acordo com o estudo publicado no European Society of Cardiology.

Para a investigação foi questionado os entrevistados a frequência com que adicionam sal extra às suas refeições depois de cozinhar.

A pesquisa, realizada com mais de 500.000 pessoas do banco de dados Biobank do Reino Unido, revelou que os adultos que sempre colocam sal na comida depois de pronta tinham 28% mais chances de morrer precocemente por qualquer causa quando comparados aos adultos que nunca ou raramente adicionam sal à comida.

Os resultados desse estudo sugere que para os homens, sempre adicionar sal extra à comida diminui em mais de dois anos a expectativa de vida. Para mulheres, a estimativa é de um ano e meio de vida perdida.

Vale destacar que o estudo não inclui por sal nos alimentos durante o processo de cozimento. Só com a comida já pronta. Além disso, revela que 20% da ingestão de sódio nas populações ocidentais vem do sal adicionado à mesa.

Lu Qi, professor de epidemiologia na Universidade de Tulane e coautor do estudo, disse que a conexão entre a ingestão de sal e a morte prematura não é clara e que talvez sejam necessárias mais evidências, entretanto, reduzir a adição de sal aos alimentos pode beneficiar a saúde das pessoas.

“Mesmo uma redução modesta na ingestão de sódio, adicionando menos ou nenhum sal aos alimentos à mesa, provavelmente resultará em benefícios substanciais para a saúde, especialmente quando alcançado na população em geral”, afirma o professor Lu Qi.

Além de diminuir a expectativa de vida quando adicionado à comida pronta, o consumo excessivo de sal é associado a diferentes problemas de saúde como hipertensão arterial e suas complicações.

Atualmente, as pessoas consomem níveis de sal muito mais altos do que imaginam, principalmente se consumirem bastante alimentos industrializados.

Muitos alimentos processados possuem sal “escondido”, como pão, molhos, sopas, cereais, embutidos e até mesmo doces e refrigerantes.

O estudo sugere que comer mais frutas e vegetais pode ajudar pois estes alimentos frescos contêm potássio, um “nutriente protetor” que pode neutralizar o efeito adverso do sódio, disse Qi.

Adicionar ervas aromáticas e especiarias pode ser uma alternativa mais saudável ao sal, dando mais sabor à comida, sem excessos.

Imagem de Capa: 8photo no Freepik

OUTRAS LEITURAS






Por Márcia Lourenço. Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito principal da Ideias Nutritivas é trazer novidades e curiosidades sobre nutrição orientando-os nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Além disso, estou aqui para incentivar pensamentos e atitudes positivas, com conteúdos inspiradores e histórias motivadoras que nutram os seus sentidos! ?