Hoje os profissionais de saúde estão na linha de frente de um grande campo de batalha, lutando contra um inimigo invisível, o novo coronavírus.

Mas nessa difícil luta contra o tempo para salvar o maior número de vidas, também correm perigo, como qualquer outro ser humano. E o risco não é só de contrair o covid-19, mas também de sofrer sobrecarga emocional.

São horas e horas tensas de trabalho, com um número de pacientes que cada vez mais aumenta e com o alto risco de contaminação e isolamento, não podem nem voltar para casa, ficando afastados de todos os seus entes queridos, de qualquer proximidade afetiva, para descontar pelo menos um pouco do estresse que não para de acumular.

E por isso, a médica de emergência Susan Ryan, em meio a pandemia, teve a iniciativa de levar um pouco de conforto para dentro de um hospital em Denver, Colorado nos EUA.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Sit. Stay. It’s just not that hard people. Wynn 2.0. Canine Companions

Uma publicação compartilhada por Susan Ryan (@docplusdog) em

Susan levou ao hospital a melhor das terapias, Wynn, um labrador terapeuta em treinamento de apenas um ano. Wynn está sendo treinado para a Canine Companions – uma organização que fornece a crianças, adultos e veteranos com deficiência cães de serviço gratuitamente.

O cãozinho terapeuta vai todos os dias ao hospital com Susan, e fazendo parte da equipe nessa triste crise, leva um pouco de amor e ânimo para todos da equipe médica do setor de emergência, setor que tem sofrido uma pesada carga emocional.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Wynn 2.0 working hard for the money. #giveadogajob #caninecompanions

Uma publicação compartilhada por Susan Ryan (@docplusdog) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Wynn 2.0 getting a love swarm by the labor deck RNs. #giveadogajob

Uma publicação compartilhada por Susan Ryan (@docplusdog) em

O cão chega ao pronto-socorro e fica no escritório das assistentes sociais, para que ninguém a toque. Fica a espera e pronto para dar um pouco de conforto para os médicos e enfermeiros e, quando alguém quer ter um momento com Wynn, se lava antes e após tocá-la.

“Ela nos salvou porque estamos muito estressados e ansiosos. Às vezes ocupado demais para ter medo.” Disse em um post no Instagram.

E finalizou dizendo: “Podemos encontrar conforto um no outro quando sabemos que tenho suas costas e você tem as minhas.”

 

Ver essa foto no Instagram

 

COMMUNITY SUBMISSION: Wynn, Labrador Retriever (1 y/o), Denver, CO • “I am an Emergency Physician. I have been raising Wynn for @ccicanine and she is a year old now. She comes to the ER and stays within our social workers’ inner office, so no one touches her but staff can wash up and have a moment with her. She has saved us because we are very stressed and anxious. Sometimes too busy to be scared. My wish for everyone would be that they not worry about getting a test and just presume themselves positive and consider every surface potentially contaminated and act accordingly. It just means physical distance, wash before and after touching anything. We can find comfort in each other when we know I have your back and you have mine.” @docplusdog

Uma publicação compartilhada por The Dogist (@thedogist) em

Márcia Lourenço
Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito aqui é orientá-los nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Sintam-se bem comendo bem! 🍏

COMENTÁRIOS