Quando era criança você gostava de andar descalça? Você riu daquele sentimento engraçado, frio e mole quando você torceu e mexeu os dedos dos pés na lama?

Você adorou a sensação do orvalho macio na grama da manhã? Se você sorri por dentro com as lembranças de estar descalço quando criança, provavelmente ainda o desfruta até hoje por causa da sensação de liberdade.

Durante séculos, houve histórias sobre os benefícios de caminhar “conectado à Terra” ou “Aterramento”, como é chamado agora. A idéia é que, quanto mais próximo você estiver da Terra, mais energia da Terra poderá captar pelos pés.

Parece um pouco ridículo inicialmente. Afinal, não ouvimos avisos sobre correr descalço? É também nos dito para garantir que nossos pés estejam secos depois de sair do chuveiro devido à possibilidade de pegar fungos nos pés.

Ouvimos dizer que poderíamos entrar em contato com parasitas, bactérias ou insetos que penetram na pele se andarmos na terra. Finalmente, somos alertados sobre possíveis fragmentos de vidro, unhas ou outros elementos pontiagudos em que poderíamos pisar.

Apesar de todos os perigos propostos, verifica-se que há benefícios em andar descalço, ou aterrando, para sua saúde geral. Abaixo, leia sobre o que os cientistas descobriram que acontece com seu corpo quando você anda descalço.

A DESCOBERTA DA ENERGIA DA TERRA

Há evidências crescentes de que nós e outras formas da natureza temos um campo de energia ao nosso redor. Os cientistas ainda estão descobrindo que coisas têm efeitos positivos e negativos em nossos campos de energia.

Por exemplo, você já deve ter ouvido que falar positivamente em torno de uma planta aumenta seu crescimento e resistência . E o nosso planeta Terra?

A Terra tem seu próprio campo de energia, ou frequência. Em 1952, WO Shumann, físico alemão e professor da Universidade de Munique, começou a tentar provar que a Terra tinha uma frequência.

 

Ele baseou suas hipóteses no fato de que quando uma esfera se encontra dentro de outra esfera, existe uma tensão elétrica. Como a Terra é uma esfera com carga negativa, localizada dentro de uma ionosfera com carga positiva, a tensão entre as duas deve criar uma carga.

Depois de fazer alguns cálculos, ele descobriu que a frequência era 10hz.
Em 1954, Shumann fez parceria com outro cientista, Herbert Konig. Juntos, eles recalcularam para 7,83 Hz. Agora é um fato cientificamente aceito e conhecido como Ressonância Schumann.

“A superfície da Terra possui um suprimento ilimitado e continuamente renovado de elétrons livres ou móveis. A superfície do planeta é eletricamente condutora (exceto em áreas ultra-secas limitadas, como desertos), e seu potencial negativo é mantido (ou seja, seu suprimento de elétrons é reabastecido) pelo circuito elétrico atmosférico global. ”

O QUE É “ATERRAMENTO”?

“A ligação à terra (também conhecida como aterramento) refere-se ao contato com os elétrons da superfície da Terra andando descalço do lado de fora ou sentado, trabalhando ou dormindo dentro de casa conectado a sistemas condutores, alguns deles patenteados, que transferem a energia do solo para o corpo.”

RESULTADOS ESPECÍFICOS DOS TESTES

Existem estudos crescentes que apoiam e provam que os elétrons da Terra podem criar uma variedade de benefícios à saúde em nível terapêutico.

 

Isso inclui reduzir a dor, melhorar o sono, afinar o sangue, reduzir a inflamação, minimizar os níveis de estresse e cortisol, melhorar a cicatrização da dor muscular e melhorar os sistemas parassimpáticos (fluxo sanguíneo, respiração, oxigenação do sangue, pulsação).

Nos estudos, os sujeitos foram instruídos a andar descalços ao ar livre ou conectados a dispositivos condutores aterrados. A maioria dos indivíduos relatou grandes melhorias nas respostas parassimpáticas em menos de 30 minutos e resultados positivos envolvendo inflamação, redução do estresse, níveis de cortisol etc. em poucas semanas.

Além desses estudos, houve outros estudos relacionados à osteoporose, regulação da glicose e respostas da tireóide. K. Sokal e P. Sokal, cardiologista e neurocirurgião de uma equipe médica na Polônia, fizeram uma série de estudos utilizando um condutor de cobre em contato com a Terra e descobriram que isso poderia afetar as respostas fisiológicas.

AQUI ESTÃO SUAS DESCOBERTAS:

OSTEOPOROSE:

Experimentos duplos-cegos foram realizados em grupos de 12 a 84 indivíduos que mantiveram dieta semelhante, rotina de exercícios e ingestão de líquidos durante o período experimental.

 

Os médicos então usaram uma placa de cobre presa à perna com um fio condutor preso a uma haste de aterramento do lado de fora. Em uma noite de sono, eles relataram grandes mudanças na concentração de minerais e eletrólitos no sangue.

Houve também uma grande redução de cálcio e fósforo excretados nos exames de urina e sangue. A perda de cálcio e fósforo são fatores que contribuem para a osteoporose. Este teste mostra que em uma noite de sono de aterramento, esses marcadores podem ser reduzidos.

DIABETES MELLITUS:

A ligação à terra foi realizada através de atividades de descanso e atividades ao ar livre por 72 horas em pacientes com diabetes mellitus não dependente de insulina.

Eles haviam tomado um medicamento antidiabético por 6 meses, mas ainda não tinham controle glicêmico, apesar de uma dieta e plano de exercícios. Eles mostraram uma diminuição da glicemia de jejum após as 72 horas.

DOENÇA DA TIREÓIDE:

Pacientes em uso de medicamentos para tireóide relataram sintomas relacionados ao hipertireoidismo após realizar o aterramento. Isso geralmente não ocorreria sem uma diminuição na medicação.

 

Após apenas uma noite, outros indivíduos não diagnosticados com problemas na tireóide começaram a mostrar uma diminuição na tri-iodotironina livre e um aumento na tiroxina livre e no hormônio estimulador da tireóide.

Esses testes, embora inconclusivos, mostram que o aterramento pode afetar nossa interação hepática, hipotálamo e hipofisária com o sistema tireoidiano.

K. Sokal e P. Sokal realizaram outros testes relacionados ao estímulo da resposta imune e aumento da viscosidade do sangue, que são questões para diabéticos e para quem desenvolve doenças cardiovasculares.

Embora esses testes indiquem resultados positivos em vários sistemas do corpo, os resultados ainda são preliminares. Os cientistas precisarão fazer mais testes em um número maior de sujeitos antes que possa ser completamente verificado.

 

Se o simples ato de dar um passeio na grama, na praia ou na sujeira puder ajudar a melhorar sua saúde ou prevenir problemas de saúde, vale a pena!

OUTROS BENEFÍCIOS DO ATERRAMENTO

O Dr. Jonathan Kaplan, especialista em pé e tornozelo e cirurgião do Instituto Ortopédico Hoag, lança uma luz sobre como o Aterramento melhora a saúde física de seus pés:

1. Melhor controle da posição do pé, que cai no chão.
2. Melhora o equilíbrio.
3. Melhora a consciência corporal em relação ao ambiente. Esta é uma das razões pelas quais é recomendado que as crianças não usem sapatos quando andam pela primeira vez.
4. Ao melhorar a mecânica dos pés, também ajuda a manter os joelhos, quadris e o núcleo em alinhamento e movimento adequados.
5. Impede as articulações do pé e do tornozelo de movimentos exagerados e amplitude de movimento, o que também permite força e estabilidade adequadas nos músculos e ligamentos do tornozelo e das pernas.
6. Diminui os problemas de sapatos que não se encaixam corretamente (joanetes, dedos de martelo).
7. Aumenta a força das pernas, o que ajuda a melhorar a força das costas.

COM TODOS ESSES BENEFÍCIOS, VOCÊ TAMBÉM DEVE TER EM MENTE ESSAS DICAS AO ATERRAR:

1. Se você não está acostumado a andar descalço, a força do pé pode ficar comprometida e suscetível a danos. Aqui estão recomendações para facilitar o aterramento :

  • Faça isso devagar no início para aumentar a força.
  • Construa seu equilíbrio através de exercícios no tornozelo
  • Comece usando um sapato minimalista
  • Tente exercícios como ioga ou pilates, que exigem que seus pés estejam nus
  • Experimente dentro de casa primeiro

2. Esteja atento ao terreno. Áreas rochosas podem cortar seus pés, certas áreas podem ter cacos de vidro ou unhas, e áreas molhadas podem fazer com que você escorregue.

 

Além disso, certas superfícies não oferecem benefícios de aterramento: asfalto, madeira, borracha, plástico, vinil ou alcatrão. Areia, grama, solo, concreto ou telha cerâmica fornecem aterramento. Basicamente, qualquer superfície natural oferece benefícios.

3. Depois, lave bem os pés, pois pode ser exposto a uma infinidade de bactérias.

4. Se você é diabético, é crucial tomar precauções extras.

  • Certifique-se de que o chão esteja nivelado e sem objetos em potencial que possam perfurar ou cortar seus pés.
  • Use um sapato minimalista, como aqueles que não possuem sola de borracha sintética, que ainda permitam contato com o solo enquanto protegem os pés.
  • Certifique-se de lavar, inspecionar bem e hidratar os pés depois.

PENSAMENTOS FINAIS

A ligação à terra, ou andar descalço, pode ser outra maneira de melhorar nossa saúde enquanto permanece conectado à natureza ao nosso redor. Estudos preliminares foram capazes de explicar o que acontece ao seu corpo quando você anda descalço, e os resultados foram positivos.

 

Embora seja necessário fazer mais estudos antes que qualquer médico prescreva o aterramento como tratamento, o aterramento é gratuito. Você não precisa esperar que um médico peça para você tentar por conta própria. Além disso, é bom também!

Por Power of Positivity

Traduzido e Adaptado por Equipe Ideias Nutritivas

Imagem de Capa: Pixabay

Márcia Lourenço
Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito aqui é orientá-los nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Sintam-se bem comendo bem! 🍏

COMENTÁRIOS