Assim como as malas normais significam que você está viajando e levando coisas, a bagagem emocional significa que você não está deixando algo para trás.

Espero que esteja a caminho de algo melhor. No entanto, nem toda bagagem, falando em bagagem emocional, é útil para levar consigo.

Suas experiências anteriores mudaram você e o transformaram na pessoa que você é hoje. Esperançosamente, eles lhe ensinaram algo – seja sobre você, sobre as reações às circunstâncias ou emoções em relação às pessoas do seu passado.

 

Depois de aprender a lição envolvida, porém, você pode largar a pesada bagagem emocional e seguir em frente. Você só deve levar consigo as coisas positivas que aprendeu com a experiência.

Isso torna seu futuro mais leve e brilhante e cria felicidade e contentamento em sua vida. Você não deve mais acreditar que é obrigado a carregar essa bagagem.

AQUI ESTÃO 3 BAGAGENS EMOCIONAIS QUE VOCÊ NÃO DEVERIA TER QUE CARREGAR NA VIDA

“O perdão é o processo de abandonar sua bagagem emocional.” – Tim Fargo

1. SUA FAMÍLIA NÃO É VOCÊ.

Muito do que acontece em nossos primeiros anos de vida nos molda, sendo geralmente a nossa família de origem a maior parte disso. Espero que a maioria de nós tenha uma infância feliz. Os que nos enchem de alegria e risos quando olhamos para trás.

Esperançosamente, nossas lembranças trazem o tipo bom de nostalgia, assim como felicidade; e nossas primeiras experiências nos transformaram em adultos funcionais, com alta autoestima e uma ótima autoimagem.

 

Infelizmente, nem todo mundo teve isso. Quando você vem de uma família com disfunções e problemas emocionais profundos, é fácil torná-los seus.

Se seus pais sempre o rebaixam, você pode ter uma baixa autoestima e sentir que cada comentário que alguém faz é uma rebeldia. Nesse caso, no entanto, você precisa reconhecer que tudo o que sua família disse sobre você não é a verdade absoluta.

Isso ajudará você a não se sentir tão na defensiva sempre que alguém fizer um comentário em geral. E se você sentir o mesmo sentimento de desesperança ou desamparo em torno de uma pessoa específica que costumava sentir em torno de sua família, pode interpretar isso como um sinal de excluir essa pessoa de sua vida.

Talvez você tenha visto seus pais envolvidos em traição ou divórcio, e isso faz com que você se sinta menos confiante em relação aos novos parceiros, mesmo quando eles não fizeram nada para merecer isso.

Este é um sinal de que é hora de dar uma boa olhada naquela bagagem, aprender o que há para aprender com ela e, finalmente, largá-la. Dessa forma, você pode começar a criar um relacionamento saudável e gratificante com seu outro significativo.

 

2. SEU NOVO PARCEIRO NÃO É SEU EX.

Os relacionamentos são intensos, principalmente quando não terminam bem. As ações de um ex-parceiro – e os sentimentos resultantes em você – podem causar grandes repercussões em relacionamentos futuros, mesmo anos depois.

Se seu ex te traiu, você pode se sentir paranóico em relação a futuros parceiros, mesmo quando não há nada com que se preocupar. As emoções podem criar uma dinâmica de relacionamento doentia que poucos parceiros estão dispostos a tolerar, e com razão.

Um relacionamento precisa ser construído com base na confiança e segurança, não na paranoia e na verificação.

É claro que, quando você está no processo de deixar ir e aprender a confiar novamente, pode pedir a seu novo parceiro que tenha paciência com você.

Você pode ser honesto e dizer a eles que pode precisar de um pouco mais de segurança do que o normal. Isso é perfeitamente normal e saudável, desde que sua necessidade de tais garantias diminua eventualmente, em vez de aumentar.

Se você já enfrentou abusos no passado, compreenderá que será ainda mais difícil confiar em um novo parceiro. Você pode ter um medo profundo de que eles o machuquem da mesma maneira.

 

O abuso não é algo que ninguém, jamais, deveria ter que viver, seja ele físico, emocional ou psicológico. É preciso muito trabalho (geralmente com a ajuda de um terapeuta) para se livrar das feridas que foram infligidas, embora muitas vezes permaneçam cicatrizes.

Por mais difícil que seja de acreditar, você não precisa continuar carregando essa bagagem dolorosa e emocional . Se alguém abusa de você, isso é 100% culpa dele.

Nem uma única parte é sua culpa ou responsabilidade. Você saiu quando pôde, fosse depois de seis meses ou 20 anos. Agora você tem direito a um novo relacionamento, a ser feliz, a se sentir amado por alguém que o trata bem.

3. VOCÊ NÃO É O SEU PASSADO.

Talvez este seja o mais difícil de entender. Se você fez coisas no passado das quais não se orgulha, terá que aceitar isso. Não podemos mudar o passado. No entanto, podemos aprender com isso e garantir que não cometeremos os mesmos erros novamente no futuro.

Especialmente se você teve problemas com vícios, pode ser difícil deixar tudo para trás. Muitos vivem com um sentimento de culpa constante por ações passadas. Isso também acontece muito com pessoas que foram agressoras ou abusadoras e depois percebem o quanto magoaram outras pessoas.

 

Sentir-se culpado pelo que você fez no passado significa que pode haver uma chance de que você faça novamente. Ou, melhor dizendo, o medo de fazer isso de novo.

Depois que você entender o que há para aprender sobre o passado, e puder estar relativamente certo de que não repetirá os mesmos erros, não há problema em se livrar da culpa.

Você não é mais a mesma pessoa que era naquela época. Você cresceu, aprendeu coisas novas e é melhor por isso.

PENSAMENTOS FINAIS

Não deixe que suas emoções dominem você. O simples ato de viver significa que acumulamos bagagem. Algumas positivas, como relembrar com carinho as excursões ao zoológico quando éramos crianças. Alguns, porém, não são tão positivos.

Mesmo assim… você não precisa ficar arrastando toda aquela bagagem com você. Não há problema em desempacotá-lo, aprender o que puder com ele e deixá-lo para trás para que possa seguir em frente para um futuro mais feliz e brilhante.

 

Lembre-se de que o pensamento positivo e uma atitude positiva perante a vida podem ajudá-lo a liberar essas peças de bagagem emocional para que você não precise continuar a carregá-las por toda a vida.

Por Power of Positivity

Traduzido e Adaptado por Equipe Ideias Nutritivas

Imagem de Capa: Aditya Saxena no Unsplash

OUTRAS LEITURAS






Por Márcia Lourenço. Sou Nutricionista e pós-graduada em fisiologia, bioquímica e nutrição do esporte. Apaixonada por nutrição e por comida que nutra o corpo e alma, sem terrorismos! O intuito principal da Ideias Nutritivas é trazer novidades e curiosidades sobre nutrição orientando-os nas melhores escolhas, publicando dicas alimentares, receitas, curiosidades e estilo de vida. Além disso, estou aqui para incentivar pensamentos e atitudes positivas, com conteúdos inspiradores e histórias motivadoras que nutram os seus sentidos! ?